Áreas de atuação

O 23 Milhas reforça as áreas trabalhadas explorando, simultaneamente, territórios multidisciplinares e transdisciplinares. Em todas as áreas existe um encontro entre as necessidades e interesses locais e a pertinência e validade das propostas artísticas. O entendimento local e o crescimento da comunidade são essenciais para todas as abordagens, a par do apoio à criação e disseminação artística.

 
 
730224-av.jpg

Artes visuais

As artes visuais vão ter um olhar mais atento e holístico. Com a criação das oficinas da Fábrica das Ideias, o 23 Milhas terá a capacidade de acolher residências artísticas com componentes mais plásticas. Será possível aumentar a permanência dos artistas no concelho, uma variável que possibilitará o aumento de ateliês e espaços de experimentação e a criação de projetos com a comunidade. A Ilustração será uma das áreas trabalhadas e dar-se-á também especial enfoque aos projetos de arte pública. No campo das mostras será criado um ciclo de exposições biográficas, tendo por base o trabalho de artistas do concelho e da região, sempre com um olhar contemporâneo e fortalecido com testemunhos e colaborações de artistas nacionais e internacionais. Não serão esquecidas as colaborações com os grupos de fotografia e desenho criativo da região.

 
730224-av.jpg

Música

A música tem sido umas das áreas core da programação do concelho. Com vários públicos cimentados, a estratégia estará focada na diversificação das propostas, criando ciclos especializados abordando tanto movimentos mais clássicos, como alternativos, sendo já  exemplo disso o Acorda à Tarde, o Novos Talentos e o Cânticos da Sereia. A diversidade de espaços e eventos possibilita também a criação de uma rede programática diversificada e eclética. Com o estabelecimento de novas parcerias com outros espaços nacionais colocar-se-á o 23 Milhas no roteiro internacional.

Residências artísticas serão uma nova aposta para o apoio à criação e para estabelecer novos desafios aos músicos e grupos locais.

 
730224-av.jpg

Teatro

Existem práticas quotidianas de representação nos campos do associativismo e comunidade que serão as bases para um trabalho de proximidade com o tecido local. A criação de públicos para o teatro será uma prioridade e desenvolver-se-ão várias atividades formativas nesse sentido. A programação será mais regular e será inserida em roteiros nacionais e internacionais, diversificando os géneros apresentados.

 

Dança

A dança e as disciplinas performativas terão um especial enfoque nas áreas da formação informal. Workshops, master class e escola de verão, serão a base do trabalho com escolas artísticas da região. No campo das residências dar-se-á uma especial atenção aos novos criadores. A relação estreita com festivais nacionais que investem na programação de novos talentos proporcionará a criação de uma rede estável e sistémica para o apoio a artistas emergentes. Ao nível da programação serão estabelecidas redes nacionais e internacionais com outros centros e teatros, garantindo uma proposta diferenciadora, de interesse para públicos especializados e geral. 

 
23m-arq.jpg

Arquitetura

É notável o património arquitectónico do concelho de Ílhavo. Apresenta um conjunto de edifícios culturais de arquitecturas distintas, que vão da época industrial à contemporânea. Para além do seu valor arquitetónico, estes edifícios têm a capacidade de promover percursos e criar narrativas distintas para este território. É neste sentido que serão criados circuitos mensais sob o nome “Olhar por Dentro”. Em cada mês a proposta será diversificada, promovendo visitas orientadas e atentas às características do Lugar (e aos seus lugares escondidos) e aos detalhes formais que foram decisivos para os arquitetos tornarem tão especiais os seus projetos. Este projeto conta com a parceria da empresa Talkie Walkie.

Conversas e encontros sobre espaço e edifícios públicos são outros dos caminhos desenhados para o pensamento desta disciplina.

 
23m-design.jpg

Design

O design será trabalhado em várias dimensões. Será uma ferramenta importantíssima para a mediação com as comunidades locais. Uma ferramenta de projeto e mediação, recorrendo aos modelos criativos de co-design para a criação de espaços de encontro e produtos locais Formação. Serão trabalhadas as identidades locais e o design será visto como uma disciplina social na criação de momentos e processos comunitários, possibilitando a apropriação dos espaços por parte dos participantes.

Por outro lado, no Laboratório, será criado um espaço para acolhimento de residências e ateliês que fortaleçam a relação entre a Fábrica da Vista Alegre e o DeCA da Universidade de Aveiro. O design como uma ferramenta estratégica para pensar e intervir no território.

 
23m-cinema.jpg

Cinema

Após um interregno de uma programação regular de cinema no concelho, o 23 Milhas estabeleceu uma rede de parcerias com vários festivais nacionais, viabilizando uma oferta diferenciadora para a região. Documentário, cinema de autor, fantástico, arquitectura, curtas metragens e animação serão algumas das áreas programadas, criando também um equilíbrio entre as representações nacionais e internacionais. A par da exibição dos filmes serão realizadas conversas com realizadores, promotores e atores, bem como workshops e oficinas temáticas.