Eventos

A par da programação regular existe uma cadência de eventos que marcam o arranque de cada mês do ano. Festivais, mostras, encontros e festas que, pela sua escala e concentração, possibilitam a atração de públicos mais alargados. Estes eventos possibilitam também a criação de momentos de encontro de profissionais e a apresentação de projetos que individualmente não caberiam na programação. Simultaneamente, são momentos importantes para a comunicação do 23 Milhas e do município de Ílhavo.


Mostra de Robertos e Marionetas

A Mostra de Robertos e Marionetas foi criada em 2013, tendo como mote o trabalho e espólio de Armando Soares Ferraz. Esta mostra pretende preservar esta memória e, simultaneamente, ser um estímulo à criação de novos projetos e textos para estas personagens do imaginário de todos.
Em 2017, este evento crescerá em escala e na diversidade das suas propostas. Apresenta um conjunto de ações que vão desde os espetáculos à formação, passando por animações de rua, exposições, conversas e oficinas de criação.

Parceria:

Marionetas da Feira


Rádio Faneca

O Rádio Faneca é um festival de cruzamento das artes performativas, visuais e musicais. O festival convoca a comunidade a ser co-produtora, envolvendo-a na preparação, execução e implementação dos projetos de programação.

Um programa cuja principal ideia assenta nos recursos materiais e imateriais do território, convocando as memórias da vivência do Centro Histórico de Ílhavo e dando-lhes novos sentidos e significados, procurando recontar histórias e pluralizar memórias.

Tendo como palcos o centro histórico de Ílhavo e as habitações de uma comunidade pró-ativa no festival desde o primeiro dia, o Rádio Faneca reúne vários domínios da produção e atividade artísticas, casando local e global, e criando, através de um conjunto de expressões culturais e identitárias únicas, novas memórias e vivências no espaço público.


MIL

MIL é a festa da música e dos músicos de Ílhavo. Os músicos que integram o MIL são transversais a todas as áreas da música, do popular ao erudito, passando também pelo jazz, entre outros. Vários agrupamentos musicais coexistem no concelho de Ílhavo, como bandas filarmónicas, grupos corais, ranchos e grupos de cantares. Também de Ílhavo são naturais músicos profissionais, mesmo que não residentes. Serão criados intercâmbios musicais entre os vários grupos, criando, assim, uma dinâmica de festival que se estende para além da sua duração. O MIL terá lugar na Casa da Cultura de Ílhavo e na Fábrica das Ideias da Gafanha da Nazaré e o seu trabalho estender-se-á durante meses de ensaios. O MIL é também uma homenagem ao maior músico de Ílhavo, Carlos Paião, marcando simbolicamente o seu arranque a 1 de novembro, dia do seu nascimento.

Parceria: Cais do Som.

Mostra Teatro Ílhavo

Partindo do Festival de Teatro, que envolve todos os grupos de teatro do concelho, estamos a desenhar um modelo que, à mostra do trabalho realizado por estes grupos, irá juntar a criação de atividades formativas para os mesmos, para as escolas artísticas da região e para a comunidade em geral. Pensar o teatro amador, a sua pertinência como elemento dinamizador e agregador, mas sem nunca esquecer a sua dimensão cultural e de futuro, será outro dos trabalhos do Laboratório das Artes. Será uma semana intensa de intercâmbios que irá colocar Ílhavo na promoção do pensamento das práticas culturais diárias.


Festa da Vista Alegre

Recentemente classificada no Inventário do Património Cultural Imaterial Nacional (2015), esta festa em honra de Nossa Senhora da Penha de França mobiliza toda a comunidade local, que beneficia de um extraordinário enquadramento arquitetónico e histórico para criar uma festa singular, mantendo todos os traços comuns de uma festa popular.

A tradição destes festejos engloba a habitual romaria religiosa, a par de gastronomia e de uma feira muito participada com preços especiais nas várias lojas da fábrica. 23 Milhas é co-responsável pelo enquadramento cultural, com um programa de ações que vão desde os concertos, às peças de teatro, projetos de experimentação pedagógica e artística, conversas e exposições com especial relevo à ilustração.

Com a recente remodelação deste espaço, será sempre um desafio criar dinâmicas culturais centradas nas memórias e vivências deste lugar emblemático que encerra nas suas portas tradições seculares e únicas.

Parceria:

Fábrica da Vista Alegre


A BoCA

Biennial of

Contemporary Arts

BoCA é uma bienal de criações novas, originais e eventos especiais cuja primeira edição decorre de 17 de março a 30 de abril de 2017, nas cidades de Lisboa e do Porto. Inicia um conceito colaborativo entre instituições culturais (museus, galerias, teatros), campos artísticos (artes visuais, artes cénicas, performance e música) e respetivos públicos, comissariando obras de artistas nacionais e internacionais, na maior parte em estreia mundial. A sua extensão a Ílhavo, em Dezembro de 2017, sublinha o objectivo de descentralização das suas atividades, promovendo a circulação de criações novas e dando a conhecer as linguagens experimentais de artistas portugueses que marcam o panorama artístico nacional.

Parceria: BoCa

Ilustração

 

A Vista Alegre é um motor de desenvolvimento do município de Ílhavo e destaca-se no mundo inteiro pelas suas ilustrações que resultam de uma saber ancestral e de um conhecimento técnico apurado. Os pintores da Vista Alegre marcam e povoam o imaginário da região.

Resgatando esta prática enraizada no território de Ílhavo e redirecionando-a para o território das Artes Visuais, pretende-se fazer um evento alargado dedicado à Ilustração e às suas respetivas derivações artísticas: ilustração infantil, ilustração 3D, cinema de animação, entre outras. Pretende-se promover uma visão holística e explorar as relações interdisciplinares com as artes performativas e a música. Esta semana contará com uma programação nacional e internacional, trazendo um olhar contemporâneo para a disciplina. 

Um evento para toda a família que irá envolver todos os equipamentos de Ílhavo e ter uma grande presença no espaço público. O Museu Marítimo de Ílhavo irá associar-se a este movimento, tendo como ponto de partida a ilustração científica, e a Biblioteca dará continuidade ao trabalho desenvolvido no âmbito da ilustração infantil. A Casa da Cultura de Ílhavo, tendo por base o acervo do MMI, irá desenvolver uma exposição alargada sobre Celestino Gomes e a pertinência do seu legado para a produção contemporânea.


Rituais Sonoros

Rituais Sonoros é um festival que procura difundir o património musical e cultural local, que conta com a classificação de Património Imaterial da UNESCO. Além disso, pretende mostrar e difundir todas as manifestações que estão em risco de desaparecer e outras que contenham valores culturais e identitários no seu contexto, que mereçam ser reproduzidos e preservados. O programa do Rituais Sonoros centra-se nos concertos e apresentações de projectos provenientes da iberoamérica e de outras origens. Paralelamente, serão apresentadas exposições e instalações relacionadas com as temáticas. As manifestações musicais e culturais da região têm também protagonismo, sendo as anfitriãs dos restantes rituais culturais convidados.

Parceria:

Iberoamérica Musical