MENU

Image
LEME
5—8 DEZ 2019
Ílhavo, Gafanha da Nazaré e Vista Alegre
Ílhavo

PREÇO

Passe geral: €15,00


Inclui: Fronteira, [HOSE], SIGNAL, FANG, Materia, PALS, How to Square a Circle


Os restantes espetáculos são gratuitos.

DESCONTOS

desconto de 20% grupos +10 pessoas, séniores +65 anos, jovens até 17 anos, Cartão Jovem Municipal e Cartão Família


Festival de Circo Contemporâneo e Criação Artística em Espaços não Convencionais

Um corpo é definido como uma porção limitada de matéria. No circo contemporâneo e no que queremos para o LEME e para as suas (in)definições, essa porção é mutante, volátil, efémera, mas infinita na sua manifestação e força. A matéria, aqui, como cenário desformatado, as coisas como elas não são e a carne e os elementos que não se sabe se são corpo ou cenário, mas que são tudo matéria-prima.

O LEME regressa ao lugar. Na segunda edição, parte-se da matéria para que se abram novos caminhos e se criem novas linguagens para o circo. Não só se mantém a aposta na criação artística e nos espaços não convencionais enquanto palcos improvisados, como se reforça o desafio à reflexão e ao pensamento crítico sobre o circo contemporâneo.

O festival decorre durante cinco dias, um dedicado ao Circus Forum, que promove encontros de reflexão entre profissionais da área. Além de espetáculos internacionais, o apoio à criação artística de Daniel Seabra, curtos espetáculos itinerantes da secção NAVEGAR e ainda várias formações para profissionais, estudantes e famílias. De 5 a 8 de dezembro, o LEME desafia artistas e público a pensar e a tocar a ilimitada possibilidade da matéria.

Image
Image
Image
Image
Image overlay
Lorem ipsum

O que é o LEME?

O LEME é um festival inovador, que explora as novas linguagens do circo contemporâneo e a criação artística para espaços não convencionais, em busca de diferenciadas abordagens criativas em confronto com a experimentação. Uma transfiguração do habitual olhar do espaço cultural dos nossos tempos, abrindo portas a novas perspetivas artísticas, com foco na multidisciplinaridade e na diferença, tornando o festival um espaço de enleio coletivo para todas as idades. Inspirado numa vontade de criar um contexto novo, focado no contacto entre os criadores portugueses e a massa crítica internacional, o LEME responde aos anseios de um setor em plena evolução, representando um espaço de oportunidade para a criação artística contemporânea portuguesa nestes domínios, enquanto promove o confronto com as tendências internacionais.


Com um festival temporalmente descentralizado e a partir de uma programação que tem o circo como linguagem base, o LEME traça um projeto mais amplo que pretende deixar lastro muito além dos quatro dias de festival.


O festival atua em seis domínios distintos que cruzam a sua visão de programação e alargam o seu espetro de ação ao contexto do desenvolvimento de públicos. Ideias como internacionalização, novidade (estreias nacionais), captação de público familiar, promoção de encontros para público especializado e descoberta de um novo território, são conceitos que descrevem o fio condutor do projeto que pretende criar referências e conquistar novos públicos. Além disso, pretende envolver novos contextos, alargar o contacto artístico a novas linguagens, transformar a visão da comunidade sobre o circo, ir além da imagem clássica e transportar o público para novas realidades ou novos contextos, criar oportunidades às novas gerações para contactar, experimentar e observar visões artísticas distintas, internacionais e disruptivas.

Image

Objetivos estratégicos

Aproximar a comunidade de outras práticas artísticas contemporâneas

Reconhecer o setor e criar condições para a sua qualificação

Dinamizar os equipamentos culturais do Município de Ílhavo

Posicionar a região e o país no circuito internacional do circo contemporâneo

Criar condições de atratividade internacional para agentes profissionais

Potenciar o turismo cultural contrariando a sazonalidade dos eventos.

Estratégia

Entre a vontade de aproximar a comunidade local a novas práticas artísticas contemporâneas e, simultaneamente, aproveitando o novo olhar nacional sobre o circo, surge o Leme. Portugal é um país de sol com condições para a prática e programação de artes de rua. Com os novos fluxos turísticos existe um reforço nacional para eventos mobilizadores de massas e representativos dos vários territórios. Contudo, a criação, a produção e a programação de artes de rua e circo em Portugal, apesar de alguns bons exemplos, ainda é muito pontual. Assim sendo, o circo contemporâneo e as artes de rua são uma área onde a oferta e a procura estão desequilibradas onde a procura é muito maior que a oferta. É neste contexto de oportunidade que surge o Leme. Um festival que pretende criar referências, apoiar a formação, criar espaço de pensamento e redes.


Ílhavo, através do seu projeto cultural, o 23 Milhas, tem uma rede de equipamentos e eventos que lhe confere um lugar privilegiado para a criação deste festival de inverno que rompe, entre outras coisas, com a sazonalidade dos eventos de circo.Sem perder escala e dinâmica, o Leme beneficia de várias equipamentos de excelência para acolher artistas e público.

Image

Eixos de programação

ESTREIAS NACIONAIS

Assente num objetivo estratégico de posicionamento do festival num espaço de referência nacional e internacional, o eixo central de programação do LEME destaca um conjunto de companhias e espetáculos do circuito internacional na sua primeira apresentação em Portugal. O programa artístico da edição 2019 do LEME está em fase final de desenvolvimento, prevendo-se a inclusão de 9 estreias nacionais, distribuídas pelos 4 dias da agenda do festival.

APOIO À CRIAÇÃO

O LEME desafia criadores portugueses a desenvolver novos projetos artísticos, encarando o festival como um espaço de experimentação e pensamento. Em contraponto com a programação de referência internacional, duas companhias portuguesas são anualmente desafiadas a desenvolver novos trabalhos abordando as dinâmicas do circo contemporâneo e os desafios da criação em espaços não convencionais.

MEDIAÇÃO

Paralelamente às atividades de criação e programação, o LEME desenvolve diferentes ações de mediação com envolvimento de públicos distintos (desde o público escolar em ações de laboratório, passando pela comunidade nas atividades de residência, jovens e artistas emergentes em ações de debate e conversa e o público em geral através de ensaios abertos).

FORMAÇÃO CAPACITAÇÃO

Num processo embrionário, o programa do festival inclui ações de formação com públicos e objetivos distintos. Jovens da região são convidados as transformar as suas visões relativamente ao movimento contemporâneo no contexto do circo, ou profissionais de outras áreas são desafiados a compreender dinâmicas e linguagens, assim como as inovações ao nível do desenvolvimento cénico.

ENCONTRO PROFISSIONAL

Os dias do festival anseiam transformar-se num momento de encontro do setor do circo em Portugal, em torno de um espaço comum, aberto ao debate e que convida profissionais nacionais e internacionais para um ambiente de conhecimento e partilha informais. Em 2019, ganha forma o CIRCUS FORUM internacional, num dia intenso de debate e informação complementar às atividades da programação artística.

VISÃO INTERNACIONAL

Vincando a sua posição de espaço de encontro preferencial para a comunidade artística nacional, nesta área, o LEME pretende, desde a primeira edição, encarar um posicionamento internacional, aberto ao debate e ao novo, indo mais além do que o mero envolvimento de artistas internacionais na programação oficial, com a sua participação em debates e conversas capazes de potenciar o pensamento crítico e trazer novos desafios para o setor em Portugal. Anualmente, visitam Ílhavo especialistas em diversas áreas, que integram o programa de debates e formações. Por outro lado, a presença ativa em redes profissionais internacionais permite ao festival criar laços e confiança dos pares, desenvolvendo-se de forma mais vincada um espaço de referência numa escala mais alargada.

Image

Redes internacionais

O LEME integra Ílhavo e a região no circuito internacional do circo contemporâneo, estimulando o envolvimento de novos públicos no Município. Portugal coloca-se, através da integração nesta rede, num lugar privilegiado no setor, assegurado pelo projeto ambicioso do LEME para a criação e programação de circo contemporâneo em espaços não convencionais.

Dos nossos parceiros fazem já parte alguns nomes com influência no circo contemporâneo a nível internacional:

PARCERIA

Image
Image
Image

APOIO

Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image

APOIO À COMUNICAÇÃO

Image
Image
Image
Image

APOIO À PRODUÇÃO

Image
Image
Image

MAIS INFORMAÇÕES

MENOS INFORMAÇÕES

5—8 DEZ 2019
Ílhavo, Gafanha da Nazaré e Vista Alegre

PREÇO

Passe geral: €15,00


Inclui: Fronteira, [HOSE], SIGNAL, FANG, Materia, PALS, How to Square a Circle


Os restantes espetáculos são gratuitos.

DESCONTOS

desconto de 20% grupos +10 pessoas, séniores +65 anos, jovens até 17 anos, Cartão Jovem Municipal e Cartão Família


Eventos do Festival

FILTROS

DISCIPLINA

·

APRESENTAÇÃO

·

OFICINA

·

INSTALAÇÃO

·

MULTIDISCIPLINAR

·

PROJETO

·

CONVERSA

·

MÚSICA PARA BEBÉS

·

INTERDISCIPLINAR

·

PROGRAMA DE RÁDIO

·

ATIVIDADES

·

RÁDIO

·

PROGRAMAÇÃO

·

Comunicado

·

ARTES PLÁSTICAS

·

TEATRO DE PAPEL

·

TEATRO DOM ROBERTO

·

PERCURSO

·

EXPOSIÇÃO

·

PERFORMANCE

·

ENTREVISTA

·

TEATRO DE MARIONETAS

·

Stand-up

·

ARQUITETURA

·

DANÇA

·

ARTES PERFORMATIVAS

·

FORMAÇÃO

·

CIRCO CONTEMPORÂNEO

·

TEATRO

·

CINEMA

·

Música

LOCAL

·

Cais Criativo

·

Laboratório Artes

·

Fábrica Ideias

·

Casa Cultura

AUDIÊNCIA

·

M/11

·

dos 3 aos 10 anos

·

M/16

·

Maiores de 5 Anos

·

Maiores de 14 Anos

·

M/12

·

Maiores de 8 anos

·

Maiores de 7 anos

·

dos 0 aos 36 meses

·

M/3

·

M/4

·

M/6

·

M/10

LIMPAR FILTROS

Edições passadas

Image
2018
LEME

Festival de Circo Contemporâneo e Criação Artística em Espaços não Convencionais

MAIS INFORMAÇÕES

Image
2020
LEME

Festival de Circo Contemporâneo e Criação Artística em Espaços Não Convencionais

MAIS INFORMAÇÕES

Terminal especializado de descarga de pescado
CONVERSA
26
Out
19:00
Residência à Conversa
Ensaio Aberto com Rui Paixão/Holy Clowns - ALBANO

Esta residência à conversa inclui um ensaio aberto do espetáculo ALBANO, com estreia marcada para o LEME, e está inserida na residência artística de Rui Paixão que decorre de 18 a 26 de outubro na Gafanha da Nazaré.

Casa Cultura
TEATRO
18
Mar
21:30
Hamster Clown
por Ricardo Neves-Neves e Rui Paixão

Era uma vez, num espaço e num tempo incerto, algures na evolução do rato para o homem, um ser fechado no seu próprio labirinto. O encenador Ricardo Neves-Neves e o performer e clown Rui Paixão juntam-se pela primeira vez e criam um espetáculo sem texto, carregado de efeitos sonoros e visuais.

Fábrica Ideias
CONVERSA
6
Nov
17:00
Milha Programa de apoio para o desenvolvimento do setor cultural local
com José Valente - Projeto Trégua, Bernardo Limas - Haff Delta, Anabela Mateus e Paula Gomes - Quinto Palco e Luiz Antunes - Companhia Jovem de Dança de Ílhavo

Artistas e agentes culturais que são algumas das peças fundamentais no programa de apoio à produção local associado à Milha refletem sobre o impacto deste no desenvolvimento dos seus projetos no Município de Ílhavo.

Casa Cultura
MÚSICA
7
Nov
17:00
Plywood Society
Concerto

Plywood Society é uma banda indie influenciada pela amizade e, assim sendo, constituída por quatro amigos de longa data: André Neto, Miguel Trovão, Tiago Salgueiro e Tiago Cerqueira.

Casa Cultura
MÚSICA
7
Nov
16:00
Trégua
por José Valente e Orquestra Filarmónica Gafanhense

TRÉGUA é a primeira obra criada para viola d’arco e orquestra de sopros, da autoria do premiado compositor e violetista José Valente. O desejo pela inovação musical e a disrupção de paradigmas foram os principais motes para uma reunião imprevisível entre a sua viola, a sua composição e o esforço da Orquestra Filarmónica Gafanhense, dirigida pelo prestigiado saxofonista e Maestro Henrique Portovedo.


Casa Cultura
MÚSICA
6
Nov
22:00
Blow
Concerto

Blow une alguns nomes bem conhecidos do rock da região para uma nova banda que promete pirataria artesanal sonora numa era que é, tantas vezes, demasiado digital para um pirata (ao) vivo.

Casa Cultura
MÚSICA
6
Nov
21:00
the Hornbros Beat Lab
Concerto

Depois de inúmeras experiências e partilhas musicais, João Sêco e João Samuel Silva juntam-se mais uma vez num projeto que pretende associar as ferramentas eletrónicas de produção musical aos instrumentos de sopro.



Jardim 31 de Agosto - Gafanha da Nazaré
MÚSICA
6
Nov
16:00
Mimo’s Orchestral Experience
por Mimo’s Dixie Band com Banda dos Bombeiros Voluntários de Ílhavo - Música Nova

Este projeto explora a junção da tradição da banda filarmónica com o estilo jazz dixieland “New Orleans”, abordando várias vertentes relacionadas com a improvisação musical, o teatro e a música como comédia.

Fábrica Ideias
MÚSICA
5
Nov
22:00
Vitória Wilkens
Concerto

Vitória Wilkens é uma jovem cantora nascida no Pará, no norte do Brasil, que logo na infância revelou grande paixão pela arte do som.


Fábrica Ideias
DANÇA
5
Nov
21:00
5280 pés
por Companhia Jovem de Dança de Ílhavo

5280 pés é a nova criação da Companhia Jovem de Dança de Ílhavo, uma iniciativa do projeto cultural 23 Milhas em colaboração com a Heurtebise Associação Cultural com a coordenação do coreógrafo, bailarino e criador Luiz Antunes.

SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER

Bol - Bilheteira Online
Tel.

234 397 260


Para assuntos relacionados com bilheteira contactar os números 234 397 263

©2019 23 Milhas
Image