MENU

Lear, de William Shakespeare
Teatro da Didascália + Teatro do Bolhão
Lear, de William Shakespeare
25
Mar
2023
Casa Cultura
Ílhavo

HORÁRIO

21:30

-

23:30

CATEGORIA

TEATRO

FAIXA ETÁRIA

M/12

PREÇO

10,00€

DESCONTOS

20%

Bombeiros V. de Ílhavo / Cartão Jovem Municipal / Circuito Turístico / Desempregados / Funcionário, Agente, Colaborador da CMI / Grupos +10 pessoas / Jovem até 17 anos / Profissionais da Cultura / Sénior +65 anos

BILHETES →

Em Rei Lear, de William Shakespeare, existe um reino para dividir em três. Três são as filhas herdeiras e a cada uma caberá uma parte, tanto maior quanto a demonstração do seu afeto pelo rei. A premissa é simples e uma porta aberta à charlatanice. De um lado, um rei que procura comprar o amor de suas filhas. Do outro, duas filhas que não poupam em palavras doces e juras de amor eterno pelo rei. Cordélia, a mais nova, recusa-se a participar na farsa. Há um fim à vista e o rei tenta livrar-se do peso da gestão do reino, ao mesmo tempo que procura abrigo junto das filhas. Por um lado, a urgência na continuidade de um legado – o reino. Por outro, a necessidade de cuidados e proteção – a velhice. 


Lado a lado e cúmplices na montagem da peça, António Capelo e Bruno Martins. O primeiro, ator, fundador e diretor da escola de teatro e companhia do Porto, e aqui: Rei Lear. O segundo, ex-aluno, antigo aprendiz, ator e diretor-artista da companhia de Famalicão, e aqui: encenador da peça. 

texto William Shakespeare  

encenação Bruno Martins  

assistência de encenação Cláudia Berkeley e Hélia Martins 

dramaturgia António Capelo e Bruno Martins  

interpretação Anabela Sousa, Ana Fonseca, António Capelo, Eduardo Breda, Inês Garcia, João Figueiredo, João Paulo Costa, Matilde Cancelliere, Paulo Calatré, Pedro Couto  

composição e direção musical Tiago Manuel Soares  

cenografia Catarina Barros  

figurinos Cátia Barros 

desenho de luz Valter Alves  

comunicação e divulgação Nuno Matos  

direção de produção Glória Cheio e Raquel Passos  

produção executiva Rosa Bessa  

direção técnica Pedro Vieira de Carvalho  

direção de cena Jessica Dunkalf 

montagem e operação luz João Brito 

montagem e operação de som Tomé Lopes  

maquinaria a designar 

mestre costureira Maria da Glória Costa  

coprodução Teatro da Didascália, Teatro do Bolhão, Teatro Nacional D. Maria II, Casa das Artes de Famalicão 

 

O Teatro do Bolhão é uma estrutura financiada pela Direção-Geral das Artes – Ministério da Cultura 

25
Mar
2023
Casa Cultura

HORÁRIO

21:30

-

23:30

CATEGORIA

TEATRO

FAIXA ETÁRIA

M/12

PREÇO

10,00€

DESCONTOS

20%

Bombeiros V. de Ílhavo / Cartão Jovem Municipal / Circuito Turístico / Desempregados / Funcionário, Agente, Colaborador da CMI / Grupos +10 pessoas / Jovem até 17 anos / Profissionais da Cultura / Sénior +65 anos

BILHETES →

Biblioteca Municipal de Ílhavo
OFICINA
17
Fev
14:00
Biblioterapia: Ler Para Viver Melhor
Por Sandra Barão Nobre

Hoje vemos o bem-­estar do ser humano de forma global, onde a saúde não é apenas a ausência de doença, mas sim um estado de bem-­estar físico, social, mental e espiritual. Para alcançar este equilíbrio cooperam várias áreas do conhecimento e a Biblioterapia.

Centro de Documentação de Ílhavo
OFICINA
17
Fev
14:00
Projeto AnimArq
Por Joana Gomes Acensão e Nuno Guerreiro Soares

São vários os desafios lançados pelo projeto AnimArq nesta oficina: ir "à descoberta do arquivo", ser "o arquivista", interpretar "a fotografia como um documento", conhecer o foral de Setúbal e seguir "à descoberta de Bocage, Luísa Todi ou Calafate através de documentos de arquivo".

Museu Marítimo de Ílhavo
OFICINA
17
Fev
09:30
A Mediação para/com pessoas portadoras de deficiência cognitiva
Por Adriana Campos

Vamos trabalhar na mediação para/com pessoas portadoras de deficiência cognitiva? Que desafios é que isso nos traz? Que público é este e o que o torna (ou não) diferente?

Laboratório Artes
OFICINA
17
Fev
09:30
Jogo Gráfico do Gesto
Por Aldara Bizarro

Fazemos gestos a toda a hora, às vezes para substituir palavras, outras vezes por hábito, muitas vezes fazemos gestos sem pensar, às vezes os gestos saem como esbracejares, sem graça nem elegância, outras vezes são pensados como uma peça de xadrez que se move depois de muito tacitamente se matutar, mas o que há dentro de um gesto? Movimento? Emoção? Ideias? Impulso? Dança?

Laboratório Artes
CONVERSA
16
Fev
14:30
Boas Práticas
Conversa

Estamos a norte do país, mas queremos saber como se faz a sul – essencialmente o que se faz de bom. Para isso contamos com a partilha de três exemplos bastante relevantes.

Laboratório Artes
CONVERSA
16
Fev
10:00
Jornalismo Cultural
Debate

O que distingue o jornalismo cultural dos outros? Qual a responsabilidade do jornalismo perante o público, os artistas e as entidades promotoras de eventos? Como se relacionam os jornalistas com esta rede? Neste debate sobre jornalismo cultural ficamos a conhecer a perspetiva de pessoas que normalmente não opinam, porque desempenham um papel que deve ser imparcial.

Fábrica Ideias
MÚSICA
5
Fev
16:00
Danças Sinfónicas
Orquestra Filarmónica Gafanhense

A Orquestra Filarmónica Gafanhense apresenta uma viagem por obras orquestrais de carácter pos-modernista, tendo como convidado o Prof. Dr. Jorge Castro Ribeiro (UA, INET-md). Esta proposta é apresentada enquanto Concerto Comentado, partindo das “Danças Sinfónicas” do compositor Leonard Bernstein como obra central do programa.

Casa Cultura
TEATRO
25
Mar
21:30
Lear, de William Shakespeare
Teatro da Didascália + Teatro do Bolhão

Em Rei Lear, de William Shakespeare, existe um reino para dividir em três. Três são as filhas herdeiras e a cada uma caberá uma parte, tanto maior quanto a demonstração do seu afeto pelo rei. A premissa é simples e uma porta aberta à charlatanice. De um lado, um rei que procura comprar o amor de suas filhas. Do outro, duas filhas que não poupam em palavras doces e juras de amor eterno pelo rei.

Fábrica Ideias
TEATRO
11
Mar
21:30
Monólogo de uma mulher chamada Maria com a sua patroa
Sara Barros Leitão

Monólogo de uma mulher chamada Maria com a sua patroa é o título roubado clandestinamente a um texto do livro “Novas Cartas Portuguesas”, e que dá o mote para este espetáculo.

Fábrica Ideias
TEATRO
24
Fev
21:30
Moço da Cola
Astro Fingido

O “Moço da Cola” parte da história local de Lordelo (Paredes) para refletir sobre um momento crucial na história do país – o 3.º quartel do séc. XX - e as mudanças que então ocorreram. Os moços da cola eram crianças que cedo abandonavam a escola para ajudarem, com o seu parco rendimento, a economia doméstica.

SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER

Bol - Bilheteira Online
Tel.

234 397 260


Para assuntos relacionados com bilheteira contactar os números 234 397 263

©2019 23 Milhas
Lear, de William Shakespeare
Website desenvolvido por Bondhabits.
Agência de marketing digital e desenvolvimento de websites e desenvolvimento de apps mobile