MENU

Orientação Programática
Orientação Programática - Práticas artísticas

Além de uma vasta programação regular, transversal nas áreas que abrange, mas também no público a que se destina, o 23 Milhas oferece vários festivais anuais. É, ainda, um projeto que apoia as associações locais, através do apoio aos seus eventos, acolhe alugueres de várias entidades e garante o apoio a eventos de outras divisões do Município de Ílhavo.

Em várias secções da Câmara Municipal de Ílhavo há um apoio intensivo por parte da equipa de produção e da técnica do 23 Milhas.

Práticas artísticas

A relação do concelho de Ílhavo com o mar, iconicamente marcada pelo bacalhau, e a sua ligação com a Vista Alegre, marca, lugar e complexo fabril, posicionam o território como berço de dois dos principais símbolos culturais de Portugal: mar e mesa.

Orientação Programática - Práticas artísticas

Artes Visuais

As artes visuais têm um olhar mais atento e menos circunscrito.
Nas oficinas da Fábrica das Ideias, o 23 Milhas acolhe residências artísticas num espaço vocacionado para que os projetos artísticos tomem forma física. Aí é possível promover a permanência dos artistas no concelho, o que possibilita o crescimento de espaços de formação e de experimentação, bem como de projetos com a comunidade. Todos os anos, em outubro, um grande evento mapeia o território cultural de Ílhavo, indo ao encontro das diversas comunidades. A ilustração, enquanto prática que mais se aproxima do seu quotidiano, será especialmente vocacionada para ações de mediação do amplo universo estético das artes visuais.

Orientação Programática - Práticas artísticas

Dança

A dança e as disciplinas performativas têm um especial enfoque nas áreas da formação informal. Oficinas, masterclasses e escola de verão são a base do trabalho com as escolas artísticas da região. O Programa de Residências Artísticas e Apoio à Criação dá especial atenção aos novos criadores. Uma estreita relação com festivais nacionais, que investem na programação de criadores emergentes, permite estabelecer e reforçar uma rede estável e sistémica de apoio a esses artistas. No que diz respeito à programação, têm sido estabelecidas redes, nacionais e internacionais, garantindo propostas para todos os públicos, tanto os especializados como os mais alargados.

Orientação Programática - Práticas artísticas

Design

O design é visto como uma ferramenta estratégica para pensar e intervir no território, sendo de grande importância para a mediação com as comunidades locais. Uma ferramenta de projeto, que permite recorrer aos modelos criativos de codesign para a criação de espaços de encontro e de produtos locais. No âmbito do trabalho com as identidades locais, o design será usado na sua vocação de disciplina social para a criação de momentos e de processos comunitários, possibilitando a apropriação dos espaços por parte dos participantes.

Orientação Programática - Práticas artísticas

Arquitetura

É notável o património arquitetónico do concelho de Ílhavo. Apresenta um conjunto de edifícios que vão da época industrial à contemporânea. Além do seu valor arquitetónico, estes edifícios têm a capacidade de promover percursos e criar narrativas distintas para este território.
Nesse sentido, a atividade Olhar por Dentro promove visitas orientadas e atentas às características dos lugares e aos detalhes formais que foram decisivos para cada projeto. Além disso, a programação no domínio da arquitetura também inclui encontros e conversas em torno do espaço e dos edifícios públicos.

Orientação Programática - Práticas artísticas

Música

Nos últimos anos, a música tem sido umas das áreas mais marcantes da programação cultural em Ílhavo. Com vários públicos cimentados, a estratégia está focada na diversificação das propostas. A exemplo do Cais à Noite e dos ciclos Acorda à Tarde, Novos Talentos, Novos Criadores e Cânticos da Sereia, serão criados outros momentos que tanto abordarão movimentos clássicos como alternativos.
A multiplicidade de espaços e eventos possibilita também a criação de uma rede programática diversificada.
O estabelecimento de parcerias com outros espaços nacionais integra Ílhavo nos roteiros nacional e internacional de digressões.


Conjugado com a Milha - Festa da Música e dos Músicos de Ílhavo, o Programa de Residências Artísticas e Apoio à Criação lança novos desafios aos músicos e grupos locais.

Orientação Programática - Práticas artísticas

Circo Contemporâneo e Teatro de Rua

Enquanto práticas artísticas que têm uma relação privilegiada com os espaços não convencionais e o espaço público, o circo contemporâneo e o teatro de rua são peças fundamentais de relação com a comunidade local e de uma programação que extravasa os limites dos espaços culturais habituais. Esta programação é sobretudo visível em grandes eventos como o LEME - Festival de Circo Contemporâneo e Criação Artística em Espaços Não Convencionais. Por outro lado, estas práticas também são relevantes para estimular a relação intersectorial com o turismo.

Além da programação, a estratégia do 23 Milhas passa também pela integração em grupos de trabalho e redes de programação, com o intuito de apoiar o desenvolvimento destas práticas artísticas e estimular a sua circulação nacional e internacional.
Orientação Programática - Práticas artísticas

Teatro

A programação de teatro tira partido das sinergias das redes de programação e de coprodução, nacionais e internacionais, diversificando os géneros apresentados. Nesse âmbito, as residências artísticas também promovem a relação do 23 Milhas com os criadores. As práticas de criação teatral locais, nos campos do associativismo e da comunidade, são as bases para um trabalho de proximidade, através de atividades de formação de públicos e de capacitação dos criadores locais.

Eventos

A par da programação regular, existe uma cadência de eventos ao longo do ano. Festivais, mostras, encontros e festas que, pela sua escala e concentração, possibilitam a atração de públicos mais alargados e a comunicação do território. São importantes momentos de relação com a comunidade local, que é envolvida na sua organização ou em processos criativos.

Estes eventos também proporcionam momentos de encontro de profissionais e a apresentação de projetos que individualmente não caberiam na programação regular, bem como a realização de atividades no espaço público.

Territórios Públicos

Encontro Nacional de Serviços Educativos e de Mediação

Orientação Programática - Eventos

Um encontro nacional, incluído no Programa Práticas da Cultura, que é um espaço
de partilha de conhecimentos e de experiências relativas à mediação cultural e aos serviços educativos. São debatidos temas indissociáveis destas áreas de trabalho e apresentados projetos nacionais e internacionais. Pautando-se por uma componente mais prática, alguns dos temas são aprofundados em oficinas.

Palheta

Robertos e Marionetas

Orientação Programática - Eventos

Este evento herda o legado da Mostra de Robertos e Marionetas, criada em 2013, e tem como mote o trabalho e espólio de Armando Soares Ferraz, bonecreiro da Gafanha da Nazaré. É um espaço que estimula a criação de novos projetos e o cruzamento com as práticas artísticas contemporâneas, ao mesmo tempo que convoca a comunidade local na sua organização e acolhimento. A programação inclui espetáculos, formação, animações de rua, exposições, conversas e oficinas de criação.

Ilustração à Vista

Desenhar um território

Orientação Programática - Eventos

As ilustrações da Vista Alegre marcam e povoam o imaginário da região, destacando- se no mundo inteiro. Este evento resgata esta prática enraizada no território de Ílhavo, redirecionando-a para o território das artes visuais. Conta com uma programação interdisciplinar - teatro de rua, concertos, dança, oficinas, arte urbana e exposições, entre outros.
Este evento resulta de uma parceria entre o Município de Ílhavo e a Vista Alegre, estando enquadrado nos projetos de programação em rede da Comunidade Intermunicipal da Região de Aveiro (CIRA) e envolvendo o Museu Marítimo de Ílhavo e a Biblioteca Municipal.

Rádio Faneca

Criação em comunidade

Orientação Programática - Eventos

O Rádio Faneca é um festival onde se cruzam música, artes performativas e visuais. O festival convoca a comunidade a ser coprodutora e cocriadora, envolvendo-a
na preparação, execução e implementação dos projetos de programação.
Um programa cuja principal ideia assenta nos recursos materiais e imateriais do território, convocando as memórias da vivência do centro histórico de Ílhavo e dando- lhes novos sentidos e significados, procurando recontar histórias e pluralizar memórias. Tendo como palcos o centro histórico e as casas de uma comunidade pró-ativa no festival desde o primeiro dia, o Rádio Faneca reúne vários domínios da produção e da atividade artísticas. Junta local e global, criando, através de um conjunto de expressões culturais e identitárias únicas, novas memórias e vivências no espaço público.

Milha

Festa da música e dos músicos de Ílhavo

Orientação Programática - Eventos

Os grupos e artistas que integram a Milha são transversais a todas as áreas da música, do popular ao erudito. Bandas filarmónicas, grupos corais, ranchos e grupos de cantares, bandas e músicos profissionais - todos estes grupos coexistem em Ílhavo. Na Milha, são desafiados a interagir, partilhar e criar, dinamizando a produção musical do concelho, fazendo pontes entre os vários agentes e criando, a partir daqui,
um desafio anual que vai constituir uma plataforma permanente de contacto entre os pares.
Paralelamente, a Milha também pretende ser um espaço para o desenvolvimento da cena musical ilhavense, apoiando na formação em áreas como a comunicação,
o agenciamento e a edição.

LEME

Festival de circo contemporâneo e criação artística em espaços não convencionais

Orientação Programática - Eventos

Este festival explora as linguagens do circo contemporâneo e da criação artística para espaços não convencionais, em busca de novas abordagens e em confronto com a experimentação. Uma transfiguração ativa do habitual olhar do espaço cultural dos nossos tempos, abrindo portas a novas perspetivas artísticas, com foco na multidisciplinaridade e na diferença.
O Leme também surge da vontade de criar uma plataforma de contacto entre os criadores portugueses e a massa crítica internacional, respondendo aos desejos de um sector em manifesta evolução. Por um lado, o festival pretende representar um espaço de oportunidade para a criação artística contemporânea portuguesa nestes domínios e, por outro, promove o contraponto e o encontro com as tendências internacionais, oferecendo ao público uma programação ousada e plena de novidade.

Programas de Ação

A intervenção do 23 Milhas abrange apoio à criação, experimentação, pesquisa, investigação e formação. Para operacionalizar estas áreas de intervenção, foram criados quatro programas de ação cujas atividades se cruzam e mesclam com a programação regular de artes performativas e artes visuais.

Orientação Programática - Programas de ação

A - Programa de Residências Artísticas e Apoio à Criação

Sediado na Fábrica das Ideias, este programa destina-se ao desenvolvimento de projetos artísticos, coletivos ou individuais, nas áreas da arquitetura, artes digitais, artes plásticas, design, fotografia, dança, música, teatro e cruzamentos disciplinares.

O programa privilegia as residências que tenham por base o trabalho com a comunidade e o património local, bem como os projetos disponíveis para realizar atividades formativas ou que tenham uma relação de proximidade com a população. No final de cada residência criam-se espaços de apresentação, tendo os artistas total liberdade para propor um formato pertinente para o seu trabalho (estreias, antestreias, ensaios, oficinas abertas, conversas, entre outros).


A seleção de projetos faz-se através do estabelecimento de parcerias estratégicas, com projetos e estruturas artísticas de referência, e de candidaturas abertas à comunidade artística. Será criado um arquivo documental dos projetos.

Orientação Programática - Programas de ação

B - Programa de Projetos de Investigação e Inovação

Sediado no Laboratório das Artes, este programa destina-se ao desenvolvimento de projetos de investigação e de inovação, nos domínios dos estudos artísticos, culturais e sociais. Pretende tirar partido da relação de proximidade com a Universidade de Aveiro, mas também potenciar a ligação do 23 Milhas a centros de investigação de outros pontos do país e do estrangeiro. Por outro lado, pretende criar condições de trabalho que favoreçam o encontro e o cruzamento de investigadores de várias áreas do conhecimento num mesmo espaço – o Laboratório das Artes – e num mesmo território, estimulando sinergias.

Projetos de investigação

Projetos de investigação no âmbito das práticas artísticas trabalhadas pelo 23 Milhas, bem como das ciências sociais com as quais estas se relacionam. São privilegiados os projetos que contribuam para a descentralização da produção de conhecimento e envolvam a realização de atividades públicas (masterclasses, oficinas, debates, conferências, entre outras).

Projetos de inovação

Pretende-se que as necessidades de desenvolvimento do 23 Milhas sirvam de pretexto para criar novos métodos, práticas e ferramentas no domínio da gestão e da intervenção cultural. Para isso, serão lançados desafios a profissionais da cultura e das ciências sociais para criarem e testarem abordagens, usando o território de ação do 23 Milhas como laboratório.

Orientação Programática - Programas de ação

C - Programa Práticas da Cultura

Sediado no Laboratório das Artes, este programa destina-se ao desenvolvimento de ações que promovam a partilha de conhecimento entre os profissionais do sector cultural e a sua capacitação técnica. As ações do programa desenvolvem-se através de duas linhas de intervenção:

Reflexão

Realização de seminários, encontros ou outros eventos que promovam um debate alargado em torno das políticas e das práticas do sector cultural, convocando os profissionais do sector e de outras áreas técnicas e/ou científicas relacionadas com os temas em debate.

Formação

Realização de cursos, oficinas, escolas de verão ou outras ações que criem momentos de formação especializada para os profissionais do sector cultural.

Orientação Programática - Programas de ação

D - Programa de formação

A relação do concelho de Ílhavo com o mar, iconicamente marcada pelo bacalhau, e a sua ligação com a Vista Alegre, marca, lugar e complexo fabril, posicionam o território como berço de dois dos principais símbolos culturais de Portugal: mar e mesa.

+ Palco

Um projeto de formação contínua em teatro para 20 jovens dos 13 aos 18 anos. Reúnem-se, semanalmente, para experimentar os palcos dos espaços culturais.
As sessões são enriquecidas com a colaboração de atores, encenadores, bailarinos e coreógrafos do programa regular do 23 Milhas.

Equipamentos culturais

Em quatro equipamentos - Laboratório, Fábrica, Casa e Cais - é dinamizado um programa de ação holístico, que pretende ampliar a importância das atividades culturais na vida quotidiana e apoiar os profissionais da cultura.

CASA CULTURA ÍLHAVO

FÁBRICA IDEIAS GAFANHA NAZARÉ

LABORATÓRIO ARTES TEATRO VISTA ALEGRE

Parcerias

Parceiros internos

O 23 Milhas é um projeto municipal. Razão pela qual a sua ação se cruza, natural e estrategicamente, com a dos restantes projetos e equipamentos do concelho,
como o Museu Marítimo de Ílhavo, a Biblioteca Municipal ou o Centro de Documentação de Ílhavo.

Orientação Programática - Parcerias

Museu Marítimo de Ílhavo

Criado em 1937 com uma vocação etnográfica regional, este museu foi renovado

em 2001 e passou a contar com o Navio-Museu Santo André. Atualmente, também alberga o CIEMar-Ílhavo, uma unidade de investigação científico-cultural e de empreendedorismo, e um aquário de bacalhaus. A sua missão consiste em preservar a memória do trabalho no mar e em promover a cultura e a identidade marítima dos portugueses. É testemunho da forte ligação de Ílhavo à pesca do bacalhau, às fainas na ria e à diáspora ao longo do litoral português.

Orientação Programática - Parcerias

Biblioteca Municipal de Ílhavo

A Biblioteca Municipal pretende proporcionar o acesso ao livro e à leitura, da primeira infância à idade adulta. Oferecendo um vasto fundo documental, distribuído por dois polos de leitura, dinamiza atividades multidisciplinares que têm como mote a promoção do livro e da leitura, como exposições, feiras do livro, conferências, colóquios, ações de formação, sessões de poesia e encontros com escritores, entre outras iniciativas.

Orientação Programática - Parcerias

Centro de Documentação de Ílhavo

O Centro de Documentação de Ílhavo é o conjunto dos arquivos dos órgãos autárquicos do Município de Ílhavo e de temática marítima. Além de fundamental para a investigação e divulgação da história de Ílhavo, é também um centro de interesse nacional e internacional em franca expansão. O documento físico mais antigo existente no centro é o Foral Manuelino, de 8 de março de 1514.

Parceiros

A implementação da estratégia de intervenção cultural do 23 Milhas passa pelo estabelecimento de parcerias. Atualmente, estão firmadas as seguintes:

Criação

Bússola, CIRA (Comunidade Intermunicipal da Região de Aveiro) e Museu Vista Alegre

Programação

A Certeza da Música, Bússola, Cinanima, CIRA (Comunidade Intermunicipal da Região de Aveiro), d'orfeu, Festival Um ao Molhe, Festival OuTonalidades, Festim Festival, Festivais de Outono, Universidade Aveiro, São Luiz Teatro Municipal, Talkie-Walkie, Rede Trilha, Rivoli Teatro Municipal e Museu Vista Alegre.

Investigação e Inovação

Escola Superior de Artes e Design (Caldas da Rainha), Museu Vista Alegre e Universidade de Aveiro.

Planteia
Oficina
29
Jun
10:00
Oficina Planteia: Desidratador Solar
com Vítor Morais

Nesta oficina, vamos construir um desidratador solar para otimizar o efeito do sol sobre um produto alimentar. Parece ser coisa de engenharia espacial ou de magia, mas não precisamos, nem da NASA, nem de feitiços para construir um desidratador funcional.

Cais Criativo
Música
22
Set
19:00
Golden Slumbers
Ciclo Cânticos das Sereias

As Golden Slumbers são Cat e Margarida Falcão. São irmãs e, além dos seus projetos a solo, cantam desde sempre e juntas, recorrendo a maravilhosas harmonias vocais enquanto cantam sobre o amor, o ser mulher e o quotidiano familiar.

Cais Criativo
Música
15
Set
19:00
Amaura
ciclo Cânticos das Sereias

Amaura é um dos novos nomes da soul em Portugal. Depois de colaborar com artistas de rap, reivindicou um espaço próprio e foi nesse registo e no r&b que encontrou abrigo.

Cais Criativo
Música
8
Set
19:00
Joana Espadinha
Ciclo Cânticos das Sereias

Joana Espadinha regressa ao Município de Ílhavo, depois de ter passado pelo Festival Rádio Faneca em 2019, para apresentar o seu último disco, enquanto prepara já o próximo.

Centro Histórico de Ílhavo
Teatro para famílias
15
Jun
11:00
Histórias nos becos: Onde há Fumo
Alfredo Martins

Onde há fumo, há qualquer coisa que começa a arder. Uma faísca, uma brasa, uma revolução. Onde há fumo, há um desconforto, uma inquietação. Há vontade de falar sobre o que nos angustia no mundo. Há vontade de gritar, de mexer, de mudar. Muitas vezes, as canções de Carlos Paião são essa faísca que procura iluminar um caminho mais largo, um caminho de futuro.

Palco Jardim
Música
16
Jun
22:00
Selma Uamusse
na Rádio Faneca

Selma Uamusse parece ser a amiga que todos queremos ter. A sua música é um manifesto, um olhar positivo sobre o mundo e uma forma de luta e de esperança por uma sociedade mais livre, com mais amor. Terminar um festival assim é a melhor forma de começar logo a pensar no próximo.

Palco Carlos Paião
Música
16
Jun
21:00
Jéssica Pina
na Rádio Faneca

Jéssica Pina toca trompete desde pequenina. O seu caminho de baddie bem resolvida no jazz levou-a a integrar a digressão mundial MADAME X, de Madonna, outra baddie não menos resolvida.

Travessa Filarmónica Ilhavense
Música
16
Jun
18:00
Xumiga + Adriana Grego, Jorge Anjos e Micael Lourenço
Encontro PRAIA

O terceiro encontro que shippamos é de três bateristas e um baixista e produtor. Adriana Grego, Jorge Anjos, Micael Lourenço e Xumiga construíram, em resposta ao desafio do 23 Milhas, o  espetáculo “Sons de abril, ecos de liberdade”, em que celebram os 50 anos de revolução recriando o dia 25 de abril de 1974 a partir das memórias de Jorge Anjos, que estava nas ruas de Lisboa, nesse dia.

145 Townhouse
Música
16
Jun
17:00
Máximo
na Rádio Faneca

Máximo tem 19 anos, começou a estudar piano e composição aos sete na Escola Artística de Música do Conservatório Nacional e, atualmente, frequenta a licenciatura em composição de jazz na Codarts Roterdam. Embora ainda não o conheçamos, já gostamos dele.

Palco Carlos Paião
Música
15
Jun
23:30
Los Atléticos
DJ Set

Quando a pistola dispara, Los Atléticos arrancam em toda a velocidade na pista. Está ganho à partida porque dançar é já vencer e celebrar é meio caminho andando nesta maratona. Os sets destes dois desportistas são verdadeiras pistas de obstáculos, com saltos entre a pop, a eletrónica, o rock e o eurodance, banger atrás de banger até à meta. 

SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER

Bol - Bilheteira Online
Tel.

234 397 260


Para assuntos relacionados com bilheteira contactar os números 234 397 263

©2019 23 Milhas
Image
23milhas.pt desenvolvido por Bondhabits. Agência de marketing digital e desenvolvimento de websites e desenvolvimento de apps mobile