MENU

Concerto ilustrado - Nona Sinfonia de Beethoven
Orquestra e Coro da Universidade do Minho & Francisca Lima
Ilustração à Vista

Concerto ilustrado - Nona Sinfonia de Beethoven
11
May
2024
Largo da Vista Alegre
Vista Alegre

HORÁRIO

22:00

-

23:00

CATEGORIA

Music

FAIXA ETÁRIA

M/6

PREÇO

Gratuito, sem bilhete

A Orquestra e Coro da Universidade do Minho juntam-se a Francisca Lima para interpretar a 9ª Sinfonia de Beethoven com uma ilustração manipulada e projetada ao vivo. A peça de vídeo funciona como plano cenográfico projetado sobre a fachada da Capela da Vista Alegre, pensado para dialogar com a música, e não necessariamente para se sincronizar com a pauta musical. Foi construída a partir da leitura e análise dos quatro andamentos que compõem a sinfonia, bem como do texto de Friedrich Schiller, “Ode à Alegria”, explorado no último andamento. Na ilustração, foram incorporados e explorados, de forma livre e abstrata, diferentes elementos do território da Vista Alegre: materialidade da porcelana, as texturas dos minerais e das pastas, as transparências e os reflexos dos vidros, a fluidez e os movimentos das águas, a força do fogo, entre outras, também referências para a criação do corpo do trabalho.

FICHA TÉCNICA


videomapping Francisca Lima

Orquestra e Coro da Universidade do Minho


SOLISTAS


Isabel Alcobia / Soprano


Licenciada pela Escola Superior de Canto de Madrid, onde estudou com Marimi del Pozo, concluiu o mestrado na Universidade de Cincinnati (EUA) com Barbara Honn e doutorou-se em Canto pela Universidade de Aveiro. Desenvolve intensa atividade solística em Portugal e no estrangeiro, tendo-se apresentado nos mais importantes festivais de música e com as principais orquestras portuguesas. A sua atividade como cantora estende-se a Espanha, França, Inglaterra, Alemanha, EUA e ao Oriente, onde se tem apresentado tanto em recitais a solo, em conjunto com destacados pianistas portugueses, como em concertos com orquestra ou em produções de ópera, onde se destacam, entre outros, os concertos realizados a convite do tenor José Carreras, com num espetáculo realizado no Coliseu do Porto e transmitido em direto pela RTP e um concerto no Altice Arena onde interpretaram árias e duetos de Ópera e Zarzuela. A sua atividade artística inclui ainda a estreia absoluta de inúmeras obras e ainda diversas aparições radiofónicas e televisivas, assim como diversa discografia.

Obteve diversos prémios em concursos de canto, sendo de salientar o 1.º prémio no concurso de canto em "Cleveland International Einsteddfod" (Inglaterra) e no concurso "Three Arts scholarship" (U.S.A).

No campo da pedagogia, tem realizado várias master classes a convite de Universidades e Conservatórios Portugueses. É, desde 1998, docente do Departamento de Comunicação e Arte da Universidade de Aveiro e menbro do INET-md.



Pedro Rodrigues | Tenor


Pedro Rodrigues natural de Santa Maria de Lamas concelho de Santa Maria da feira é Licenciado em Música na Performance de Canto pela Universidade de Aveiro na classe da Professora Isabel Alcobia. Como Solista tem interpretado obras das quais se destacam: L'enfance du Christ de Berlioz, Carmina Burana de Carl Orff, Fantasia Coral em Dó menor op.80 de Beethoven, Sinfonia nº 9 em Ré menor op.125, de Beethoven, Messe de Requiem op.48 de G. Fauré, Missa Brevis Kv 140 de Mozart, Petit Messe Solennelle e Stabat Mater de Rossini, Paixão Segundo S. Mateus de J.S Bach, Messa da Requiem de Verdi , Missa Solemnis de Beethoven e Requiem do Bomtempo. No ramo da Ópera tem participado em inúmeras produções nacionais quer internacionais das quais se destacam: o papel D. Curzio e Don Basílio na Ópera As Bodas de Fígaro de Mozart, o papel de Orfeu na ópera o Orfeu nos Infernos de Offenbach, o papel de Rinuccio na Ópera Gianni Schicchi de Puccini, o papel de El Dancairo e Don Jose na Ópera Carmen de Bizet, o papel de Ferrando na Ópera Cosi Fan Tutte de Mozart, Tamino na Ópera Flauta Mágica de Mozart entre outras produções como La traviata de Verdi, La Bohème e Madame Butterfly de Puccini. Tem trabalho ainda com diversos maestros dos quais se destacam: Maestro António Vassalo Lourenço, Ernst Schelle, Maestro Olari Elts , Takuo Yuasa, Eugene Rogers, José Ferreira Lobo, Ernesto Coelho, Yi-Chen Lin, Antonio Pirolli, Jean-Sébastien Béreau, Claudio Desderi, Jan wierzba e Pedro Amaral. Tem trabalho com diversas orquestras das quais se destacam Orquestra Filarmonia das Beiras, Orquestra do Norte, Orquestra Metropolitana de Lisboa e Orquestra Sinfónica Portuguesa. Tem cantado por diversas salas do país entre as quais se destacam o Coliseu do porto, Casa da Música, Teatro da Trindade em Lisboa, Teatro Nacional de São Carlos, Auditório da Fundação Calouste Gulbenkian Lisboa, Centro Cultural de Belém, Teatro Thalia, Forúm Lusia Todi, Milão, Itália e Amesterdão.



Rafaella Veiga | Soprano/Mezzo-soprano


Rafaella Veiga, soprano/mezzo-soprano nasceu no ano de 1995, em Braga, onde iniciou os seus estudos musicais aos 6 anos de idade no Conservatório de Música Calouste Gulbenkian concluindo o Curso Complementar de Formação Musical. Estudou com Cláudia Nelson e Isabel Maya e posteriormente ingressou na Universidade de Aveiro, instituição na qual concretizou a Licenciatura em Música – Performance na classe de Isabel Alcobia obtendo classificação máxima. Frequenta o Mestrado em Ensino de Música na mesma instituição e sob a mesma orientação, finalizando Canto com classificação máxima. No domínio do Canto e da Música de Câmara trabalhou com os professores e os mestres Inês Sofia Fernandes, Cristina Gonçalves, António Salgado, Liliana Bizineche, José de Oliveira Lopes, Fernando Balboa, Dora Rodrigues, Maria João Gomes, Manuel Soares, Dmitri Batagov, Nuno Dias, João Lourenço, João Paulo Santos, Pierre Mak, Helen Lawson, Ulrike Sonntag, Elisabete Matos, Paulo Ferreira, António Chagas Rosa, Shao Ling, Olga Prats, Palmira Troufa, Paula Dória, Kodo Yamagishi e Giampaolo Vessella. Obteve o 3º Prémio na 5ª e 6ª edições do Concurso Nacional dos Conservatórios Oficiais e foi semifinalista no 9º e 13º Concurso da Fundação Rotária Portuguesa. Em Oratória, como solista cantou Requiem de Verdi, Stabat Mater de Rossini, Petite Messe Solenelle de Rossini, Gloria de Vivaldi, Stabat Mater de Pergolesi, Missa da Coroação de Mozart, The Armed Man – A Mass for Peace de Karl Jenkins, Paixão segundo São Mateus de Bach, Missa Brevis em Sol M de Mozart, Oratória de Natal de Saint-Säens, Via Crucis de Liszt e Kanarienvögel Kantate de Telemann (cantata secular). Fez a sua estreia no CCB como solista na 9ª Sinfonia de Beethoven, no Festival de Coros de Verão e também foi solista na Fantasia Coral do mesmo compositor. Estreou em território nacional o Magnificat para Mezzo-Soprano, Órgão e Coro do compositor Vasco Negreiros, com o organista André Pires e o Coro do DeCA. Para além destas obras cantou como coralista no Fidelio de Beethoven, na Missa Glagolítica de Janacek, no Te Deum de Bruckner, nos Responsórios de Natal de Duarte Lobo, no Te Deum de Mozart, no Requiem de Fauré, na Petite Messe Solenelle de Rossini, nas Vésperas Solenes de Mozart, na Missa de Stª Cecília de Gounod, no Messias de Händel, no Te Deum de Scarlatti, no Requiem de Delius, na Mass of the Children de Rutter, na obra Aver-a-Ria de Eurico Carrapatoso, na 9ª Sinfonia e na Fantasia Coral de Beethoven, na 2ª Sinfonia – A Ressurreição de Mahler, no Requiem for Portuguese Forests de Martina Vídenová (estreia), na Passio et mors Domini Nostri Jesu Christi Secundum Lucam de Pe. Joaquim dos Santos (estreia), em A Ceremony of Carols de Britten e em Carols and Lullabies de Susa Foi dirigida pelos maestros Antonio Pirolli, Graeme Jenkins, Bruno Borralhinho, António Vassalo Lourenço, Luís Carvalho, Paulo Vassalo Lourenço, Fernando Ribeiro, António Baptista, Paulo Matos, José Manuel Pinheiro, Hugo Diogo, Hélder Tavares, Ricardo Gabriel, Idílio Nunes, Bruno Martins, Vasco Negreiros, Joana Carneiro, Timothy Henty, Diogo Costa, Jan Wierzba e Michele Varriale. Colaborou com o Coro do Teatro Nacional de São Carlos, a Orquestra Sinfónica Portuguesa, a Orquestra Filarmonia das Beiras, a Orquestra da Casa da Música, a Orquestra do Distrito de Braga, a Orquestra da Ópera na Academia e na Cidade, a Orquestra Tutti Per l’Arte, a Orquestra Art’Ensemble, a Orquestra Viv’Arte, a VOCARE – Conservatório de Voz, Comunicação e Artes Performativas do Porto, a Associação Banda de Música dos Bombeiros Voluntários da Póvoa de Lanhoso, a Associação Musical Sinfonieta de Braga, a Associação Filarmónica de Arganil, o Ensemble de Música de Aveiro, a Academia de Música de Viatodos, o Coral Mille Voci, o Coro do DeCa, o Coro do CIRAC, o Coro do Orfeão da Feira, o Coro e Orquestra do CMCGB e o Coro Génesis. Actualmente, é membro do coro Auri Voces e do Coro do Distrito de Braga. Esteve em cena no Teatro Rivoli com a peça de teatro Espanca - Eu não sou de ninguém e no Theatro Circo com os projectos musicais A Mascarada a partir da ópera L’Ivrogne Corrigé de C. W. Gluck no papel de Fúria II e Arquivo onde interpretou o célebre Lamento de Dido. Cantou Carmen, na ópera homónima de Bizet no Teatro Aveirense. Fez parte do elenco de A 70ª Semana de João Pedro Oliveira, ópera audiovisual que estreou nos Festivais de Outono 22’. Desde 2019, lecciona Canto na Academia de Música de Viatodos e desde 2024 é reforço no Coro do Teatro Nacional de São Carlos.


Rui Silva | Baixo cantante


Natural da Póvoa de Varzim, é Mestre em Ensino da Música - Especialização em Canto, obtido com excelência, no

Conservatório Superior de Música de Gaia, na classe da Prof. Fernanda Correia.

É docente da classe de Canto e Diretor Artístico e Musical do Coro Juvenil Pró-Música e Pró-Música EMcanto, EMPV,

e Diretor Musical do Coro CCM, CCM/Artave.

É membro da Comissão Executiva e Produtor do Festival Internacional de Música da Póvoa de Varzim.

Trabalhou aperfeiçoamento vocal e repertório com o Maestro Marc Tardue.

Tem-se apresentado como solista em inúmeras Óperas, Oratórias, Galas e Concertos em salas de espetáculos e outros

espaços de relevância do panorama nacional e internacional.

Interpretou variadíssimos personagens das mais renomadas Óperas, tais como: Dulcamara, “L’Elisir d’Amore”, Donizetti;

Fauteuil, “L’Enfant et les Sortilèges”, Ravel; Uberto, “La Serva Padrona”, Pergolesi; Rei, “El Gato con Botas”, Montsalvatche;

Colas, “Bastien und Bastienne”, Mozart; Sarastro, “A Flauta Mágica”, Mozart; Leporello e Don Giovanni,

“Don Giovanni”, Mozart; Morales e Escamillo, “Carmen”, Bizet; Father, “Sete Pecados Mortais”, Kurt Weill; Salieri, “Mozart

e Salieiri”, Rimsky-Korsakov; Gremin, “Eugene Onegin”, Tchaikovsky; Ferrando, “O Trovador”, Verdi; Balthazar,

“Amahl e os Visitantes da Noite”, Menotti; Don Basilio, Fiorello e Ufficiale, “O Barbeiro de Sevilha”, Rossini; Taddeu de

Albuquerque, “Amor de Perdição”, J. Arroyo; “Brundibár”, Hans Krása; Il Gran Ministro, L’orafo e Il Genio della Lampada,

“Aladino e a Lâmpada Mágica”, Nino Rota; Don Inigo Gomez, “L’Heure Espagnole”, Ravel; Simone, “Gianni Schicchi”,

Puccini; Pessimista, “A Coragem e o Pessimismo”, Jorge Salgueiro; “Irene”, A. Keil; Zaccaria, “Nabucco”, G. Verdi;

Angelotti, “Tosca”, G. Puccini; “As Bodas de Fígaro”, Mozart; “Dido e Aeneas”, Purcell...

No campo da Oratória, foi solista em imensas obras, das quais se destacam: “Missa da Coroação”, Mozart; “Missa

Brevis in G”, Mozart; “Requiem”, Mozart; “Oratória de Natal”, Saint-Saëns; “Requiem”, D. Bomtempo; “Requiem”, Donizetti;

“Magnificat”, Pergolesi; “Magnificat”, Bach; “Stabat Mater” e “Te Deum”, Dvorák; “Missa op. 147”, Schumann;

“Missa de Natal Checa”, Jakub Ryba; “Te Deum”, Bruckner; “Via Crucis”, Liszt; “Stabat Mater”, Rossini; “Ein Deutches

Requiem”, Brahms; “Stabat Mater”, Caldara; “Missa Mib”, Schubert”; “Passio”, J. Elsner; “Requiem”, Verdi; “Stabat

Mater”, Haydn; “Te Deum”, Charpentier; “Messa di Gloria”, Puccini; “Missa op. 86”; “Fantasia coral”, Beethoven…

Cantou sob a direção de prestigiados Maestros, de renome nacional e internacional.

No âmbito da direção artística e musical: estreou em Portugal a obra “Requiem for the Living”, Dan Forrest, em 2016; dirigiu “Requiem”, Fauré; “Requiem”, Rutter; “Missa Festiva”; John Leavitt; “A Little Jazz Mass”, Chilcott, “Magnificat”, Kim Arnesen; “Missa da Coroação”, Mozart; “Messe brève aux Chapelles”, Gounod; “Bastien und Bastienne”, Mozart…

Participou em diversos Masterclasses, com grandes nomes do âmbito lírico nacional e internacional.

Foi galardoado no Concurso Nacional de Canto Luísa Todi e no Concurso Internacional de Canto Montserrat Caballé.

Foi convidado a integrar o Estúdio de Ópera do Teatro de Nuremberga, Alemanha.

Frequentou o curso de Teologia, UCP - Braga, e o curso de Direito, UL - Porto

11
May
2024
Largo da Vista Alegre

SCHEDULE

22:00

-

23:00

CATEGORIE

Music

AGE GROUP

M/6

PRICE

Gratuito, sem bilhete

Planteia
Oficina
29
Jun
10:00
Oficina Planteia: Desidratador Solar
com Vítor Morais

Nesta oficina, vamos construir um desidratador solar para otimizar o efeito do sol sobre um produto alimentar. Parece ser coisa de engenharia espacial ou de magia, mas não precisamos, nem da NASA, nem de feitiços para construir um desidratador funcional.

Cais Criativo
Music
22
Sep
19:00
Golden Slumbers
Ciclo Cânticos das Sereias

As Golden Slumbers são Cat e Margarida Falcão. São irmãs e, além dos seus projetos a solo, cantam desde sempre e juntas, recorrendo a maravilhosas harmonias vocais enquanto cantam sobre o amor, o ser mulher e o quotidiano familiar.

Cais Criativo
Music
15
Sep
19:00
Amaura
ciclo Cânticos das Sereias

Amaura é um dos novos nomes da soul em Portugal. Depois de colaborar com artistas de rap, reivindicou um espaço próprio e foi nesse registo e no r&b que encontrou abrigo.

Cais Criativo
Music
8
Sep
19:00
Joana Espadinha
Ciclo Cânticos das Sereias

Joana Espadinha regressa ao Município de Ílhavo, depois de ter passado pelo Festival Rádio Faneca em 2019, para apresentar o seu último disco, enquanto prepara já o próximo.

Centro Histórico de Ílhavo
Teatro para famílias
15
Jun
11:00
Histórias nos becos: Onde há Fumo
Alfredo Martins

Onde há fumo, há qualquer coisa que começa a arder. Uma faísca, uma brasa, uma revolução. Onde há fumo, há um desconforto, uma inquietação. Há vontade de falar sobre o que nos angustia no mundo. Há vontade de gritar, de mexer, de mudar. Muitas vezes, as canções de Carlos Paião são essa faísca que procura iluminar um caminho mais largo, um caminho de futuro.

Palco Jardim
Music
16
Jun
22:00
Selma Uamusse
na Rádio Faneca

Selma Uamusse parece ser a amiga que todos queremos ter. A sua música é um manifesto, um olhar positivo sobre o mundo e uma forma de luta e de esperança por uma sociedade mais livre, com mais amor. Terminar um festival assim é a melhor forma de começar logo a pensar no próximo.

Palco Carlos Paião
Music
16
Jun
21:00
Jéssica Pina
na Rádio Faneca

Jéssica Pina toca trompete desde pequenina. O seu caminho de baddie bem resolvida no jazz levou-a a integrar a digressão mundial MADAME X, de Madonna, outra baddie não menos resolvida.

Travessa Filarmónica Ilhavense
Music
16
Jun
18:00
Xumiga + Adriana Grego, Jorge Anjos e Micael Lourenço
Encontro PRAIA

O terceiro encontro que shippamos é de três bateristas e um baixista e produtor. Adriana Grego, Jorge Anjos, Micael Lourenço e Xumiga construíram, em resposta ao desafio do 23 Milhas, o  espetáculo “Sons de abril, ecos de liberdade”, em que celebram os 50 anos de revolução recriando o dia 25 de abril de 1974 a partir das memórias de Jorge Anjos, que estava nas ruas de Lisboa, nesse dia.

145 Townhouse
Music
16
Jun
17:00
Máximo
na Rádio Faneca

Máximo tem 19 anos, começou a estudar piano e composição aos sete na Escola Artística de Música do Conservatório Nacional e, atualmente, frequenta a licenciatura em composição de jazz na Codarts Roterdam. Embora ainda não o conheçamos, já gostamos dele.

Palco Carlos Paião
Music
15
Jun
23:30
Los Atléticos
DJ Set

Quando a pistola dispara, Los Atléticos arrancam em toda a velocidade na pista. Está ganho à partida porque dançar é já vencer e celebrar é meio caminho andando nesta maratona. Os sets destes dois desportistas são verdadeiras pistas de obstáculos, com saltos entre a pop, a eletrónica, o rock e o eurodance, banger atrás de banger até à meta. 

SUBSCRIBE TO OUR NEWSLETTER

Bol - Bilheteira Online
Tel.

234 397 260


Para assuntos relacionados com bilheteira contactar os números 234 397 263

©2019 23 Milhas
Concerto ilustrado - Nona Sinfonia de Beethoven
23milhas.pt desenvolvido por Bondhabits. Agência de marketing digital e desenvolvimento de websites e desenvolvimento de apps mobile