MENU

Image
LEME
3—6 DEZ 2020
Ílhavo, Gafanha da Nazaré e Vista Alegre
Ílhavo

Festival de Circo Contemporâneo e Criação Artística em Espaços não Convencionais

Um corpo é definido como uma porção limitada de matéria. No circo contemporâneo e no que queremos para o LEME e para as suas (in)definições, essa porção é mutante, volátil, efémera, mas infinita na sua manifestação e força. A matéria, aqui, como cenário desformatado, as coisas como elas não são e a carne e os elementos que não se sabe se são corpo ou cenário, mas que são tudo matéria-prima.

O LEME regressa ao lugar. Na segunda edição, parte-se da matéria para que se abram novos caminhos e se criem novas linguagens para o circo. Não só se mantém a aposta na criação artística e nos espaços não convencionais enquanto palcos improvisados, como se reforça o desafio à reflexão e ao pensamento crítico sobre o circo contemporâneo.

O festival decorre durante cinco dias, um dedicado ao Circus Forum, que promove encontros de reflexão entre profissionais da área. Além de espetáculos internacionais, o apoio à criação artística de Daniel Seabra, curtos espetáculos itinerantes da secção NAVEGAR e ainda várias formações para profissionais, estudantes e famílias. De 5 a 8 de dezembro, o LEME desafia artistas e público a pensar e a tocar a ilimitada possibilidade da matéria.

Image
Image
Image
Image
Image overlay
Lorem ipsum

O que é o LEME?

O LEME é um festival inovador, que explora as novas linguagens do circo contemporâneo e a criação artística para espaços não convencionais, em busca de diferenciadas abordagens criativas em confronto com a experimentação. Uma transfiguração do habitual olhar do espaço cultural dos nossos tempos, abrindo portas a novas perspetivas artísticas, com foco na multidisciplinaridade e na diferença, tornando o festival um espaço de enleio coletivo para todas as idades. Inspirado numa vontade de criar um contexto novo, focado no contacto entre os criadores portugueses e a massa crítica internacional, o LEME responde aos anseios de um setor em plena evolução, representando um espaço de oportunidade para a criação artística contemporânea portuguesa nestes domínios, enquanto promove o confronto com as tendências internacionais.


Com um festival temporalmente descentralizado e a partir de uma programação que tem o circo como linguagem base, o LEME traça um projeto mais amplo que pretende deixar lastro muito além dos quatro dias de festival.


O festival atua em seis domínios distintos que cruzam a sua visão de programação e alargam o seu espetro de ação ao contexto do desenvolvimento de públicos. Ideias como internacionalização, novidade (estreias nacionais), captação de público familiar, promoção de encontros para público especializado e descoberta de um novo território, são conceitos que descrevem o fio condutor do projeto que pretende criar referências e conquistar novos públicos. Além disso, pretende envolver novos contextos, alargar o contacto artístico a novas linguagens, transformar a visão da comunidade sobre o circo, ir além da imagem clássica e transportar o público para novas realidades ou novos contextos, criar oportunidades às novas gerações para contactar, experimentar e observar visões artísticas distintas, internacionais e disruptivas.

Image

Objetivos estratégicos

Aproximar a comunidade de outras práticas artísticas contemporâneas

Reconhecer o setor e criar condições para a sua qualificação

Dinamizar os equipamentos culturais do Município de Ílhavo

Posicionar a região e o país no circuito internacional do circo contemporâneo

Criar condições de atratividade internacional para agentes profissionais

Potenciar o turismo cultural contrariando a sazonalidade dos eventos.

Estratégia

Entre a vontade de aproximar a comunidade local a novas práticas artísticas contemporâneas e, simultaneamente, aproveitando o novo olhar nacional sobre o circo, surge o Leme. Portugal é um país de sol com condições para a prática e programação de artes de rua. Com os novos fluxos turísticos existe um reforço nacional para eventos mobilizadores de massas e representativos dos vários territórios. Contudo, a criação, a produção e a programação de artes de rua e circo em Portugal, apesar de alguns bons exemplos, ainda é muito pontual. Assim sendo, o circo contemporâneo e as artes de rua são uma área onde a oferta e a procura estão desequilibradas onde a procura é muito maior que a oferta. É neste contexto de oportunidade que surge o Leme. Um festival que pretende criar referências, apoiar a formação, criar espaço de pensamento e redes.


Ílhavo, através do seu projeto cultural, o 23 Milhas, tem uma rede de equipamentos e eventos que lhe confere um lugar privilegiado para a criação deste festival de inverno que rompe, entre outras coisas, com a sazonalidade dos eventos de circo.Sem perder escala e dinâmica, o Leme beneficia de várias equipamentos de excelência para acolher artistas e público.

Image

Eixos de programação

ESTREIAS NACIONAIS

Assente num objetivo estratégico de posicionamento do festival num espaço de referência nacional e internacional, o eixo central de programação do LEME destaca um conjunto de companhias e espetáculos do circuito internacional na sua primeira apresentação em Portugal. O programa artístico da edição 2019 do LEME está em fase final de desenvolvimento, prevendo-se a inclusão de 9 estreias nacionais, distribuídas pelos 4 dias da agenda do festival.

APOIO À CRIAÇÃO

O LEME desafia criadores portugueses a desenvolver novos projetos artísticos, encarando o festival como um espaço de experimentação e pensamento. Em contraponto com a programação de referência internacional, duas companhias portuguesas são anualmente desafiadas a desenvolver novos trabalhos abordando as dinâmicas do circo contemporâneo e os desafios da criação em espaços não convencionais.

MEDIAÇÃO

Paralelamente às atividades de criação e programação, o LEME desenvolve diferentes ações de mediação com envolvimento de públicos distintos (desde o público escolar em ações de laboratório, passando pela comunidade nas atividades de residência, jovens e artistas emergentes em ações de debate e conversa e o público em geral através de ensaios abertos).

FORMAÇÃO CAPACITAÇÃO

Num processo embrionário, o programa do festival inclui ações de formação com públicos e objetivos distintos. Jovens da região são convidados as transformar as suas visões relativamente ao movimento contemporâneo no contexto do circo, ou profissionais de outras áreas são desafiados a compreender dinâmicas e linguagens, assim como as inovações ao nível do desenvolvimento cénico.

ENCONTRO PROFISSIONAL

Os dias do festival anseiam transformar-se num momento de encontro do setor do circo em Portugal, em torno de um espaço comum, aberto ao debate e que convida profissionais nacionais e internacionais para um ambiente de conhecimento e partilha informais. Em 2019, ganha forma o CIRCUS FORUM internacional, num dia intenso de debate e informação complementar às atividades da programação artística.

VISÃO INTERNACIONAL

Vincando a sua posição de espaço de encontro preferencial para a comunidade artística nacional, nesta área, o LEME pretende, desde a primeira edição, encarar um posicionamento internacional, aberto ao debate e ao novo, indo mais além do que o mero envolvimento de artistas internacionais na programação oficial, com a sua participação em debates e conversas capazes de potenciar o pensamento crítico e trazer novos desafios para o setor em Portugal. Anualmente, visitam Ílhavo especialistas em diversas áreas, que integram o programa de debates e formações. Por outro lado, a presença ativa em redes profissionais internacionais permite ao festival criar laços e confiança dos pares, desenvolvendo-se de forma mais vincada um espaço de referência numa escala mais alargada.

Image

Redes internacionais

O LEME integra Ílhavo e a região no circuito internacional do circo contemporâneo, estimulando o envolvimento de novos públicos no Município. Portugal coloca-se, através da integração nesta rede, num lugar privilegiado no setor, assegurado pelo projeto ambicioso do LEME para a criação e programação de circo contemporâneo em espaços não convencionais.

Dos nossos parceiros fazem já parte alguns nomes com influência no circo contemporâneo a nível internacional:

PARCERIA

Image
Image
Image

APOIO

Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image

APOIO À COMUNICAÇÃO

Image
Image
Image
Image

APOIO À PRODUÇÃO

Image
Image
Image

MAIS INFORMAÇÕES

MENOS INFORMAÇÕES

3—6 DEZ 2020
Ílhavo, Gafanha da Nazaré e Vista Alegre

Eventos do Festival

Sem resultados, experimente mudar a filtragem

FILTROS

DISCIPLINA

·

INTERDISCIPLINAR

·

PROGRAMA DE RÁDIO

·

ATIVIDADES

·

RÁDIO

·

PROGRAMAÇÃO

·

Comunicado

·

ARTES PLÁSTICAS

·

TEATRO DE PAPEL

·

TEATRO DOM ROBERTO

·

PERCURSO

·

EXPOSIÇÃO

·

PERFORMANCE

·

ENTREVISTA

·

TEATRO DE MARIONETAS

·

Stand-up

·

ARQUITETURA

·

DANÇA

·

ARTES PERFORMATIVAS

·

FORMAÇÃO

·

CIRCO CONTEMPORÂNEO

·

TEATRO

·

CINEMA

·

Música

LOCAL

·

Cais Criativo

·

Laboratório Artes

·

Fábrica Ideias

·

Casa Cultura

AUDIÊNCIA

·

Maiores de 8 anos

·

Maiores de 5 Anos

·

Maiores de 14 Anos

·

dos 3 meses aos 4 anos

·

dos 3 aos 10 anos

·

M/11

·

M/12

·

M/16

·

M/3

·

M/4

·

M/6

·

M/10

LIMPAR FILTROS

Edições passadas

Sem resultados, experimente mudar a filtragem

Pesquisa sem resultados

SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER

Bol - Bilheteira Online
Tel.

234 397 260


Para assuntos relacionados com bilheteira contactar os números 234 397 263

©2019 23 Milhas

Política de Privacidade

Termos e condições

Press

Informações

Image